15 de fevereiro de 2010

Hipertensão em cães e gatos



Os Cães e os gatos são vítimas de hipertensão. Nestes a doença é silenciosa, já que não podem reclamar do cansaço e das dores de cabeça frequentes. — Quando o quadro já está evoluído, o animal pode apresentar até mesmo cegueira súbita, pois o aumento da pressão arterial pressiona a retina, que descola e retira a visão ao animal. Os donos devem ficar atentos — alerta Marcelo Quinzani médico veterinário do “Hospital Pet Care”. No entanto e ao contrário dos humanos, a hipertensão nos animais é em geral secundária, ou seja, ocorre em decorrência de outra doença. Nos cães, relaciona-se por exemplo com a doença renal crónica, com o hiperadrenocorticismo e a diabetes. Em gatos, está frequentemente associada a doenças renais e ao hipertireoidismo. Tratada a doença primária, a tensão costuma normalizar. Em alguns casos, a hipertensão nem chega a ser detectada porque o equipamento específico para o uso veterinário para a medir, o Doppler, não consta nos check-ups vulgares. A atenção deve ser redobrada em caso de animais seniores. — Os animais idosos são os mais atingidos. Cerca de 98% dos gatos idosos sofrem de hipertensão secundária. Cães de porte pequeno também estão incluídos no grupo de risco, acrescenta o mesmo veterinário.